Jovens do NUCA mobilizam população com debate entre candidatos a Conselheiro Tutelar

0
176
Visualizações

Atividade integra o cumprimento do Desafio 5 do Selo Unicef, voltada ao incentivo a jovens eleitores.

 

Amanhã tem eleição para novos representantes do Conselho Tutelar de Limoeiro de Anadia e quem trouxe um belo encerramento de todo o processo de mobilização popular foram os jovens integrantes do Núcleo de Cidadania Adolescente (NUCA) de Limoeiro de Anadia. Na última quinta-feira, o grupo realizou um debate na Câmara dos Vereadores da cidade, trazendo aos candidatos questionamentos a respeito do Conselho Tutelar, sobre o papel dos novos conselheiros, e diversos outros temas de interesse das crianças e adolescentes.

De acordo com a mobilizadora do selo UNICEF e coordenadora do NUCA, Alice Barbosa, a atividade integra o cumprimento do Desafio 5 do Selo Unicef, voltada a jovens eleitores, que utiliza a #PartiuMudar. “Nosso índice de eleitores com 16 anos, idade em que o voto não é obrigatório, ainda é baixo. E por isso decidimos mobilizar os jovens. Como o pleito este ano é para Conselho, eles optaram por se engajar ou em um bate-papo, entrevista ou debate. Decidiram que seria um debate”, conta.

De acordo com a mobilizadora, todo o evento foi organizado pelos adolescentes. “Eles que procuraram os órgãos, pesquisaram e estudaram bastante para colocar perguntas que realmente fossem importantes para eles”, completa.

Estudante do 3º ano do ensino médio da escola Francisco Domingues, e integrante do NUCA há quatro anos, Edna Rayane foi uma das responsáveis pela mesa no debate. “A maioria das pessoas não sabem que terá essa eleição, ou sequer sabem qual a função do conselheiro tutelar. Por isso viemos abrir um debate público para quem quisesse vir”, conta. Segundo a estudante, a experiência tem sido bastante relevanta para o conhecimento dos próprios direitos. “Aprendemos muito sobre as leis, que temos muitos direitos e que é preciso que saibamos quais são eles, porque muitas crianças e adolescentes têm os direitos violados porque não sabem sobre eles”, conta.

Para o presidente do  Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCCA), Cristiano da Silva Santos, comemora a finalização da campanha eleitoral com a participação direta dos adolescentes. “Eles nos procuraram no sentido de buscar conhecimento sobre para que serve o Conselho Tutelar, como é feita a eleição, quantos são titulares e quantos suplentes. É de fundamental importância a participação de,es, porque a maioria dos que estão aqui já possuem idade eleitoral e também já vão sentindo o gosto da política. É um incentivo para eles como protagonistas da situação. A base do Conselho Tutelar é a criança e o adolescente, e o adolescente tem voz ativa na garantia de seus direitos” reforça.